Compartilhar

Já estamos em novembro, tempo de dedicarmos nossa atenção à saúde masculina. E, em 2020, a campanha Novembro Azul tem um desafio ainda maior pela frente: conscientizar os homens, que já tendem a cuidar menos da saúde do que as mulheres, geralmente procurando ajuda médica apenas após enfrentar uma situação-limite, da importância de manter em dia as consultas médicas e os exames preventivos, mesmo diante da pandemia.

Pesquisa recente realizada pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) entre seus associados mostra que a procura por cirurgias urológicas caiu 50% entre março e junho deste ano. Muitos tratamentos quimioterápicos e radioterápicos também foram interrompidos bruscamente devido ao medo do contágio pelo novo vírus nos hospitais. Profissionais da saúde alertam para o risco de enfrentarmos, futuramente, uma verdadeira epidemia oncológica devido ao adiamento de diagnósticos e tratamentos.

O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais incidente nos homens (atrás apenas do câncer de pele não melanoma) e a segunda maior causa de óbito oncológico do sexo masculino. A maioria desses tumores cresce lentamente e não apresenta sintomas; sendo assim, a prevenção é fundamental para o diagnóstico precoce, que aumenta exponencialmente as chances de cura.

Além do câncer de próstata, muitos outros problemas urológicos, benignos e malignos, atingem homens de todas as idades. Por isso, não adie mais o cuidado com a saúde: consulte seu urologista e não esqueça que O melhor tratamento é sempre a prevenção.