Compartilhar

PEITO DE PERU

Engana-se quem pensa que o peito de peru é uma opção saudável em comparação aos alimentos similares, como o presunto ou a mortadela. Isso é um mito! Todos esses se enquadram na categoria de “carnes processadas”, ou seja, aquelas transformadas industrialmente para realçar o sabor ou melhorar a preservação. Outros exemplos são a salsicha, linguiça, bacon e o salame, além de molhos prontos à base de carne.

Apesar de serem produzidos a partir de carnes brancas, o peito de peru e outros, como o blanquet, passam pelos mesmos processos industriais que os embutidos feitos a partir de carne vermelha, sendo também prejudiciais à saúde.

Vale lembrar que em 2015, a Agência Internacional para a Pesquisa sobre Câncer, vinculada à Organização Mundial de Saúde (OMS), classificou as carnes processadas como cancerígenas para humanos, capazes de aumentar o risco de câncer do intestino.

BARRINHAS DE CEREAL

As barras de cereal são uma opção prática para quem, na correria do dia a dia, não abre mão de um lanche rápido e com poucas calorias. De um modo geral, são fonte de fibras, contribuindo para a regularização intestinal. Porém, engana-se quem acha que todas as barrinhas são alimentos benéficos e saudáveis.

A variedade do produto nas gôndolas dos supermercados é grande, bem como a composição nutricional de cada um. Dessa forma, é preciso ficar atento ao rótulo, uma vez que muitas dessas opções são ricas em açúcar e derivados.

Outra dica é sempre escolher as barras sem chocolate porque você terá um teor mais baixo de gordura e açúcares.

SUCOS DE CAIXINHA E EM PÓ

As crianças adoram e muitos pais os consideram uma opção prática e saudável. Ora, eles são feitos de frutas, certo? Mais ou menos. É importante ficar atento ao rótulo e à classificação das bebidas, que difere bastante os produtos entre si:

SUCO INTEGRAL: é a opção mais saudável. Conforme a legislação brasileira, suco é a bebida feita inteiramente do extrato da fruta, sem adição de corantes ou conservantes. Ela pode ter no máximo 10% de açúcar, e existem versões sem este ingrediente.

NÉCTAR: contém geralmente entre 20 e 30% da fruta, diluída em água. A bebida costuma ter altas doses de açúcar e apresentar conservantes e outros aditivos.

REFRESCO: a concentração de extrato da fruta varia, mas, em alguns casos, chega a apenas 5%. Refrescos podem reunir conservantes e outros aditivos, além de serem muito açucarados.

SOPAS PRONTAS

Os caldos e as sopas foram a base da nutrição de, praticamente, todas as civilizações. Com a modernização e industrialização, surgiram as sopas prontas, em lata, desidratadas, congeladas, de sabores variados, para todos os gostos e bolsos. Algumas podem ser saborosas e práticas.

Porém as sopas industrializadas não são assim tão saudáveis. Elas podem conter excesso de sódio e gorduras, assim como aditivos químicos. Se ingerido em grandes quantidades, com o passar do tempo o sódio pode causar doenças como hipertensão e problemas renais.

Dessa forma, o ideal é que você mesmo prepare suas receitas de sopas. Elas podem ser congeladas já em porções individuais para você consumir depois.

DE OLHO NO RÓTULO: além do sabor ou do preço, é fundamental escolher a melhor opção a partir do rótulo, verificando qual delas oferece quantidades saudáveis de sódio. No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) propõe que se considere elevada a quantidade superior a 400 mg de sódio por 100 g ou 100 ml de produto.

SOBREMESAS "PETIT SUISSE"

Produtos como queijo petit suisse ou sobremesas com sabor baunilha e chocolate, por exemplo, são mais doces e saborosas, mas não oferecem os mesmos benefícios do iogurte.

Essas sobremesas contém menor quantidade de cálcio, possuem aroma e corantes artificiais e ainda trazem diversas substâncias químicas, como conservantes e aditivos.