Compartilhar

A estação do ano com as temperaturas mais altas, os dias mais extensos e a umidade mais elevada, o verão, chegou! Grande parte das pessoas reserva o período para tirar férias e viajar, diminuindo ocasionalmente a atenção nos exercícios físicos e na alimentação balanceada. Essa soma de fatores pode facilitar a propagação de vírus e bactérias, aumentando a incidência de doenças como gastroenterite, intoxicação alimentar e desidratação.

Basta aumentar alguns graus no termômetro e os reflexos já começam a surgir. Sensação térmica de calor intenso, boca seca, fadiga, perda de apetite e náuseas são alguns exemplos de sintomas comuns das chamadas doenças de verão.

Outros sintomas como queda de pressão, vômitos e diarreia também podem aparecer nas pessoas que estão com essas enfermidades. Se hidratar é uma importante estratégia para combater as doenças de verão. Mas quando elas já estão avançadas no organismo, a solução é procurar atendimento adequado com profissionais de saúde.

A conservação inadequada de alimentos e a má qualidade da água consumida podem causar intoxicação alimentar. Além disso, é importante lembrar que o calor pode influenciar na conservação dos alimentos, resultando no aumento do risco de contaminação de vírus e bactérias que se propagam com mais facilidade. Ressalta-se ainda que no verão há maior consumo de água pelo organismo, aumentando a necessidade de ingestão hídrica.

Dicas para prevenir a desidratação

• Ingerir muito líquido, de preferência água

• Consumir alimentos frescos e leves.

• Evitar o consumo de alimentos ultraprocessados, inclusive o de bebidas açucaradas.

• Usar roupas adequadas para a estação