Compartilhar

O leite materno gera inúmeros benefícios para mãe e filho. Além do valor nutritivo para os bebês, ele protege as crianças contra infecções, alergias, algumas doenças crônicas e cânceres infantis.

Mas já pararam para pensar na importância que é esse momento entre mães e bebês? E o quanto pode ser difícil para a mulher amamentar, principalmente quando precisa consciliar uma rotina em casa ou trabalho?

Por isso, durante o período de amamentação, é fundamental que a mãe esteja amparada. Nos primeiros meses de amamentação são muitas mudanças acontecendo, que apesar de parecer muito natural, é um processo intenso para o bebê e a mãe, eles estão se adaptando, é preciso ter tranquilidade para esse momento e ter apoio dentro e fora de casa é fundamental para que esse processo ocorra de maneira mais calma possível.

A maternidade passa por diversas fases: pré-natal, parto, puerpério e a amamentação. Mas, apesar de todas as vantagens do ato de amamentar, nem sempre as mulheres conseguem levar adiante esse momento. Por isso, é necessário promover suporte, principalmente emocional.

Mesmo que a mulher já tenha vivenciado a maternidade, não existe manuais e, cada novo ciclo que se inicia com um filho será uma experiência única na hora da amamentação. E essa nova mãe precisa estar entre pessoas que a deixem mais segura. A criança não deve ter horários estabelecidos para as mamadas, então, a família e o companheiro têm que apoiar a mulher para que ela possa permanecer o máximo de tempo possível em dedicação exclusiva.

Uma das funções do leite materno é construir o sistema imunológico do bebê, já para mãe, auxilia na redução de peso, na recuperação do tamanho normal do útero pós parto, diminui o risco de hemorragia e anemia, além disso, ajuda na redução dos riscos de diabetes e de desenvolver câncer de mama e ovário.

Com informações: Ministério da Saúde