Compartilhar

A Malária é uma doença perigosa e que mata. E como podemos nos prevenir? Diminuindo a população do vetor da malária: um mosquito chamado Anopheles.

A doença não é contagiosa, ou seja, uma pessoa doente não é capaz de transmitir a malária diretamente para outra pessoa. Ela é causada por protozoários transmitidos pela fêmea infectada do Anopheles. Por isso, a principal forma de transmissão é a picada desse mosquito.

Os principais sintomas da malária são febre, dor de cabeça, dor no corpo, náuseas, calafrio e sudorese.

Ao sentir qualquer um desses sintomas ou mais de um ao mesmo tempo, a pessoa deve procurar uma Unidade de Saúde e fazer o exame de malária.

Diagnóstico é rápido

O Ministério da Saúde recomenda que o diagnóstico e o início do tratamento sejam feitos em até 48 horas do aparecimento dos sintomas, para que não se agrave o quadro de saúde do doente e que o ciclo de transmissão possa ser interrompido.

As medidas de proteção individual são fundamentais para evitar a picada do mosquito, como o uso de camisa com manga longa e de calça comprida nos horários de maior atividade do mosquito e usar repelente. Além disso, utilizar mosquiteiros que ficam em cima da cama ou da rede. Outra ação é a borrifação de inseticidas nas paredes das casas.

Com informações Ministério da Saúde