Compartilhar

Hoje, 1º de agosto é celebrado em vários países do mundo, inclusive no Brasil, o Dia Mundial da Amamentação. O objetivo desta data é fazer campanhas para incentivar as mães a alimentarem os seus filhos com leite materno, ao invés do leite industrializado.

O leite materno é o alimento mais importante para o bebê durante os seus primeiros meses de vida. Além de satisfazer a criança, também é responsável por proteger a criança de diversas doenças. A mãe também tem benefícios com a amamentação, pois perde peso mais rápido após o parto, e ainda reduz o risco de câncer de mama.

Apesar de muitas pessoas afirmarem que o leite de uma pessoa pode ser fraco, esse fato não é realidade. Todas as mulheres apresentam leite capaz de nutrir e proteger sua criança, portanto, não é necessário adicionar nenhum produto à alimentação no início da vida de um bebê. Vale destacar ainda que o leite da mãe já está na temperatura ideal para a criança, não necessita de esterilização e pode ser usado sem medo.

No leite materno, a criança encontra não só as substâncias necessárias para a sua nutrição, mas também anticorpos fundamentais para protegê-la no início da vida. Estudos comprovam que a mortalidade por doenças infecciosas é menor em crianças que são amamentadas. O leite materno também garante proteção contra infecções respiratórias, evita casos de diarréia e o seu agravamento, além de diminuir os riscos de alergia.