Compartilhar

Os tipos mais comuns de Diabetes e o seu controle dependem de uma avaliação individualizada, que muitas vezes permite uma vida saudável e com poucas restrições alimentares. Enquanto não houver cura definitiva para o Diabetes, é preciso cuidar, educar e esclarecer:

– Diabetes tipo 1 (pode aparecer desde o nascimento e com início abrupto): o tratamento com insulina é necessário sempre, em aplicações diárias ou uso de bombas de infusão contínua. O recurso de contagem de carboidratos pode ser usado para comer o que quiser, inclusive doces e açúcar, claro, sem exageros.

– Diabetes tipo 2 (o mais frequente e que se desenvolve com o avanço da idade, em geral por herança familiar): na maioria das vezes pode ser controlado por medicamentos orais, mas as vezes é necessário o uso de insulina também.

– Diabetes Gestacional (ocorre durante a gestação, mas pode se desenvolver para o Diabetes tipo 2 após o parto): a dieta adequada é muito importante, além do controle do ganho de peso e, em casos mais severos, o uso de insulina é indicado.

– Pré-diabetes (se caracteriza pela fase bem inicial do Diabetes Tipo 2); nessa fase ainda é possível normalizar os níveis glicêmicos para impedir ou retardar a evolução da doença apenas com medidas alimentares, atividade física, perda de peso e muitas vezes o uso de medicação oral.

O mais importante é avaliar qual é tipo de diabetes para depois estabelecermos juntos, médico e paciente com sua família, qual será a melhor estratégia de tratamento.